A cocoa life no Brasil

O Brasil é o sétimo maior produtor mundial de cacau. A Cocoa Life vem desenvolvendo parcerias e desenvolvendo iniciativas existentes desde 2013, e atualmente trabalha com 875 agricultores, no estado da Bahia e no Pará.

Saiba Mais

Brazil
Brazil
Pará
875
agricultores que participam atualmente na Cocoa Life
Bahia


O cacau é uma parte importante da economia agrícola brasileira. No início da década de 1980, o Brasil produziu aproximadamente 430,000 toneladas de grãos de cacau. No entanto, hoje, o volume caiu para menos de 200,000 toneladas por ano. Esta quebra na produção tem sido contínua desde o final dos anos 80, quando a queda dos preços e a propagação de uma doença fúngica chamada Vassoura de Bruxa levou a uma crise no setor. Isso significa que o Brasil passou do segundo maior produtor do mundo no início dos anos 80 para o sétimo hoje.

A Cocoa Life está no Brasil desde os primeiros dias do programa em 2013, com foco principalmente na assistência técnica e na pesquisa de reabilitação agrícola. No entanto, em 2018 a Mondelēz fez parceria com a preservação da natureza em uma iniciativa para ajudar os agricultores a usar técnicas agroflorestais para cultivar cacau em pastagens degradadas na região amazônica. Isso tem proporcionado fluxos de renda alternativos para os produtores de cacau, enquanto ao mesmo tempo ajudou a restaurar um dos ecossistemas tropicais mais críticos para a produtividade.

"Apesar de uma série de desafios em seu setor de cacau, o Brasil está na posição única de ser o lar de toda uma cadeia de valor de cacau e chocolate. Isto gera um PIB anual de cerca de 22 bilhões de BRL. Como país, o Brasil também demonstrou grande capacidade de modernização, e a produtividade para diferentes culturas aumentou consideravelmente ao longo dos anos. As terras da floresta de cacau podem desempenhar um papel crucial na restauração de diversos ecossistemas, na restauração das florestas, no apoio à produção agrícola sustentável, na diversificação dos rendimentos dos agricultores de cacau e na melhoria dos meios de subsistência da comunidade."

Jens Hammer, Líder da Cocoa Life para o Brasil

Jens Hammer
Uma História sobre a Lavoura do Brasil
"SECADORES SOLARES SUBSTITUEM A NECESSIDADE DE USAR LENHA PARA SECAR CACAU, AUMENTANDO A QUALIDADE DO CACAU, ENQUANTO AUXILIA NA CONSERVAÇÃO DE FLORESTA."

Por Ana Paula Souza, chefe da Cooperativa Gandu

Mondelez Bahia

Na região da Bahia, o Cocoa Life ofereceu instruções e deu acesso às novas tecnologias aos produtores locais, para melhorar o rendimento e a qualidade do cacau, além de ter participado ativamente no combate ao impacto ambiental. Aqui, Ana Paula Souza, chefe da Cooperativa de Gandu, descreve nossos esforços:

Nós trabalhamos com o programa Cocoa Life nesta exuberante região tropical para capacitar agricultores com boas práticas agrícolas. O programa forneceu os primeiros secadores solares na região (barcaças solares), para melhorar a qualidade do grão. Elas são um substituto sustentável para o sistema tradicional de sacagem: a queimada de lenha. Essa susbtituição preserva a floresta e elimina qualquer contaminação de fumaça nos grãos de cacau. A tecnologia foi adotada desde então por muitos fazendeiros em comunidades vizinhas.