Uma história de empoderamento das mulheres na República Dominicana
"Agora gerenciamos o nosso dinheiro melhor e temos mais para investir em nossa comunidade"

Por Estervina Rosario, líder comunitário da El Aguacate, República Dominicana

O programa Cocoa Life faz parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em El Aguacate, República Dominicana, que coordena programas que permitem às mulheres desempenhar um papel maior na liderança de sua comunidade. Esses programas implementados pela Fundación Reddom e Conacado incluem oficinas de educação financeira que ajudam as mulheres locais a criarem as suas próprias Associações de Poupança e Empréstimo da Vila (VSLA). Estas associações ajudam as mulheres a unir as suas poupanças, reservar fundos para emergências e viabilizar financiamentos para pequenos projetos dentro de sua comunidade.

No El Aguacate, as nossas vidas giram em torno do cacau. A nossa comunidade tem produzido o cacau desde sempre – é como sustentamos as nossas famílias. As mulheres desempenham um papel importante no cultivo do cacau. Trabalhamos com os nossos maridos nas lavouras, nos responsabilizando pela colheita e preparação dos grãos para secagem.

Muitos de nós estão começando a se preocupar com o futuro da nossa principal cultura, pois dependemos do cacau para o nosso sustento. Os cacaueiros são como pessoas. Quando jovens, somos fortes e saudáveis, mas à medida que envelhecemos, enfraquecemos, ficamos doentes com maior frequência e menos produtivos. Muitas lavouras com árvores velhas estão sofrendo esses problemas, e isso afeta o nosso rendimento. É necessário que os produtores da nossa comunidade plantem novas árvores, mas eles precisam de fundos para fazê-lo.

Esta é apenas uma das dificuldades financeiras de nossa comunidade. Para ajudar nessa questão, o Cocoa Life tem nos ajudado a estabelecer uma Associação de Poupança e Empréstimo da Vila (VSLA). O grupo, o qual eu tenho coordenado por quase um ano agora, é liderado pelas mulheres da nossa comunidade e mudou o modo como administramos o nosso dinheiro.

Anteriormente, gastávamos todo o dinheiro que obtinhamos, agora, eu economizo cada RD$50 em uma jarra para depois colocá-lo em nossa conta poupança comum. Eu digo para mim mesmo: “Eu não posso gastar isso porque este é o dinheiro para a reunião da nossa poupança na quinta-feira." O grupo de poupança e empréstimos também criou um fundo de emergência para a comunidade. A cada semana, cada um de nós contribui com DR$ 10,00 para este fundo. Ele é destinado a dar suporte a qualquer membro passando por uma emergência, como para pagar por uma passagem de ônibus para alguém que precise ir ajudar um parente doente, ou para financiar as taxas universitárias para todas as mulheres em nosso grupo.

image1
image2

Para nos ajudar a nos comprometer com a poupança, o Cocoa Life incentiva a cada um de nós definir metas para o que poderíamos fazer com o dinheiro, após termos atingido as nossas metas. Pode ser para reparar a casa ou pagar despesas escolares de nossos filhos. Concordamos em um ciclo de 9 meses, no final do qual compartilhamos os lucros e realizamos os nossos planos.

O grupo tem um conselho formado por sete membros: coordenador (este é o meu papel), tesoureiro, contador, secretário de finanças e três mulheres responsáveis pelas chaves da gaiola onde as nossas economias são depositadas. Alguns grupos de poupança depositam os fundos no banco, mas mantemos as nossas economias na casa das mulheres e as chaves da caixa são guardadas por outras pessoas.

Somos gratas pelo apoio que recebemos. Tudo começou quando dissemos a equipe do Cocoa Life que as mulheres da nossa comunidade não estavam participando do programa. Eles trouxeram técnicos para nos educar na economia de estratégias, o que percebemos rapidamente que era uma boa proposta. Graças a isso, temos feito grandes progressos, economizando mais de DR$ 100.000 em 8 meses. Agora, eu tenho esperanças.

VSLA tornou possível que usemos nosso dinheiro sabiamente. Agora sabemos que é possível poupar, mesmo quando temos apenas um pouco de dinheiro, e vemos como isso pode nos ajudar a alcançar nossos objetivos.

Nosso parceiro PNUD comentou:

"Temos testemunhado muitas comunidades experimentarem os mesmos benefícios que Estervina com o estabelecimento de uma VSLA. O processo de treinamento liderado por parceiros CL no campo, CONACADO e a Fundação REDDOM, foca no aprendizado das estratégias de poupança e ajuda as pessoas a entenderem como poupar um pouco, regularmente, pode empoderá-los para comprar as coisas que precisam e ter algum dinheiro para emergências. Esta autonomia financeira é essencial para a emancipação das mulheres e amplia o bem-estar."

Maria Eugenia Morales, agente do Programa do Meio Ambiente, PNUD República Dominicana.