Uma história sobre a lavoura da Costa do Marfim
"Por meio do programa Cocoa Life, podemos aumentar o nosso conhecimento sobre as novas técnicas de lavoura e aprender a usar as boas práticas agrícolas."

Por Amadou Ouattara, produtor de cacau

Amadou Ouattara, 52 anos, produtor de cacau, pai de 11 filhos com idades entre 3 a 22, é um membro da ECAM, uma grande cooperativa com mais de 900 produtores de cacau que participam do programa Cocoa Life na Costa do Marfim. A seguir, Ouattara expõe os seus pontos de vista em como é ser um produtor de cacau na Costa do Marfim e o impacto do programa em sua vila e na família:

Eu venho de uma família de várias gerações de produtores de cacau: Ambos, o meu pai e o meu avô cultivaram o cacau, eu venhofazendo isso desde que eu tenho 17 anos. Meu trabalho diário começa às 8 da manhã e continua até o meio-dia, hora que eu faço um intervalo em casa, especialmente durante um dia quente. Eu volto às 3 da tarde e trabalho até às 6 horas. As tarefas diárias que eu cumpro consistem principalmente de colher frutos, quebrá-los para extrair os grãos de cacau, podar as minhas árvores, conservar o solo e melhorar a fertilidade da terra.

Os produtores de cacau na Costa do Marfim encontram uma variedade de problemas, inclusive a degradação do solo e doenças nas plantas. Plantamos a mesma cultura nesse solo por mais de 40 anos, os cacaueiros estão velhos e a fertilidade do solo esgotada. A produtividade cai, e nós não temos acesso suficiente a adubo e fertilizantes. Tampouco temos materiais de plantio [sementes e mudas]. Com os treinamentos do programa Cocoa Life, aprendemos técnicas de podação que melhoraram a qualidade e a quantidade de cacau colhido. Antes dos treinamentos do programa Cocoa Life, havia doenças nos cacaueiros que eu não sabia como tratar. Agora, eu conheço métodos para proteger as minhas árvores de doenças, e isso aumentou a minha colheita. Antes de juntar-me ao programa Cocoa Life, eu estava produzindo 350 gramas de cacau por hectare. Hoje, após dois anos e meio no programa, o meu rendimento quase dobrou, com 600 quilos por hectare.

Por anos, muitos produtores rurais na Costa do Marfim estavam vendendo a sua produção para compradores individuais a preços desfavoráveis para os produtores. Com a ajuda do programa Cocoa Life e CARE International, muitos produtores rurais entraram para a organização de lavoura parceira e venderam cacau sob melhores termos de vendas, com bônus e volumes acordados antecipadamente.

Todas as minhas crianças, oito garotos e três garotas, estão frequentando a escola. Gostaria que meus filhos seguissem os meus passos e se tornassem produtores de cacau. Com a ajuda do programa Cocoa Life, aumentamos os nossos rendimentos e estamos trabalhando juntos para criar uma comunidade próspera e promissora.

Próxima Geração
Do Nosso Parceiro Solidaridad

"Criamos programas como parte do programa Cocoa Life para ajudar os produtores de cacau na Costa do Marfim a investir em suas fazendas e os seus pequenos negócios crescerem. O programa começa inspirando adultos jovens a seguir com a lavoura de cacau em suas próprias comunidades ao invés de mudarem-se para as cidades para procurar emprego. Ampliamos também o acesso dos jovens ao aprendizado de competências para a vida, tais como o desenvolvimento da liderança, educação financeira, os princípios comerciais, empoderando-os para consolidarem comunidades agrícolas sustentáveis."

Ahmadou Cis, representante nacional do Solidaridad na Costa do Marfim