Uma história sobre o Meio Ambiente de Gana
"Nossos esforços permitem e incentivam os produtores de cacau a adotarem princípios mais sustentáveis de 'Produção Verde'."

Por Atsu Titiati, coordenador do projeto Sustentabilidade Ambiental e a Política da Produção de Cacau em Gana (ESP)

Gana fornece cerca de 20% de todo o cacau no mundo. Entretanto, práticas agrícolas precárias deixaram a lavoura do país mais vulnerável, à mercê do desflorestamento e o esgotamento de recursos, o que afeta a sua futura sustentabilidade. Para reverter esta tendência e garantir um futuro sustentável para a produção de cacau da região, o programa Cocoa Life está trabalhando em parceria com o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDP), o projeto Sustentabilidade Ambiental e a Política da Produção de Cacau em Gana, o Conselho do Cacau do Gana (COCOBOD), e os comerciantes de cacau. Atsu Titiati, Coordenador do projeto ESP, compartilha suas perspectivas sobre estes esforços:

Saiba Mais

A paisagem do cacau de Gana mudou drasticamente nas últimas décadas. Algumas áreas florestais com alto índice de umidade foram brutalmente devastadas, resultando gradual da pastagem e da alteração das condições microclimáticas incompatíveis para o perfil da produção cacaueira. As práticas atuais de produção são geralmente insustentáveis e continuam a piorar com o ciclo de degradação ambiental, representando uma ameaça significativa para a subsistência dos produtores rurais. Essas práticas insustentáveis, que incluem a expansão recorrente de culturas por áreas florestais e o uso de pesticidas químicos não aprovados, são obstáculos potenciais para o desenvolvimento do cultivo de cacau em Gana.

No projeto ESP, em parceria com o Cocoa Life, estamos trabalhando para resolver questões de sustentabilidade ambiental em centenas de comunidades de cultivo de cacau de Gana. Nossos esforços concentram-se na conservação dos ecossistemas naturais para manter e prover ambientes viáveis e terra fértil para as gerações futuras. Nossos esforços permitem e incentivam os produtores de cacau a adotarem princípios mais sustentáveis de 'produção verde'.

Parcerias em toda a indústria de produção de cacau são cruciais para o sucesso de nossos esforços a longo prazo. Portanto, trabalhamos diretamente com as agências governamentais, inclusive com as Comissões de Territórios e Florestas, o Projeto de Administração de Terras (LAP), a Agência de Proteção Ambiental (EPA), COCOBOD, a Plataforma de Cacau de Gana (GCP) e outros atuantes. Juntos, implementamos, nacionalmente, estratégias para a gestão da sustentabilidade do meio ambiente, incluindo um programa das Nações Unidas para a Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação da Florestas (REDD+), assegurando que a realidade em campo seja assunto dos diálogos e políticas nacionais.

O PNUD acredita na incorporação de abordagens comunitárias para a gestão dos recursos naturais, a fim de resolver regionalmente os problemas de forma mais ampla. Para esse fim, estamos ativando as Áreas de Gestão de Recursos da Comunidade (CREMA) em 36 comunidades na região do cacau de Asunafo Norte. As CREMAs servem como ferramentas básicas de gestão de recursos naturais e de planejamento para as iniciativas comunitárias.

Uma grande iniciativa apoiada pelo programa Cocoa Life é a reintrodução de árvores nativas de sombra nas fazendas de cacau como parte dos esforços para conservar a biodiversidade e melhorar as condições biofísicas dos campos de cacau. Desde 2014, mais de 787.000 mudas de árvores rentáveis foram distribuídas para mais de 9.600 produtores de cacau. É gratificante relatar que o plantio de mudas e as taxas de sobrevivência aproximam-se de 90% e 95%, respectivamente.

image1

© Photography by UNDP (United Nations Development Programme)

image2

© Photography by UNDP (United Nations Development Programme)

Simultaneamente, sediamos oficinas de treinamento agrícola por meio do programa Cocoa Life, em conjunto com os programas de formação desenvolvidos pelo COCOBOD. Os administradores de extensão comunitária da COCOBOD e mais de 1.400 produtores de cacau, incluindo chefes, deputados e mulheres dos sete distritos locais foram treinados nas práticas agrícolas mais sustentáveis.

Como resultado dos esforços do projeto ESP, os produtores de cacau nas áreas operacionais do Cocoa Life estão gradualmente deixando os seus métodos agrícolas antigos, os quais não consideravam a sustentabilidade ambiental e, aderindo às práticas verdes de produção.

Próxima Geração
Do nosso parceiro World Vision Gana

"Para garantir o interesse dos jovens na cadeia de fornecimento de cacau, fornecendo acesso a insumos agrícolas e postos de trabalho, o programa Cocoa Life criou 13 grupos para jovens no distrito de Wassa Leste. Os grupos desenvolveram viveiros de cacau em suas comunidades e alguns membros passaram a participar das associações do cultivo de cacau. Após o cultivo bem-sucedido de 600 mudas, Janet Otabil, 25 anos, estabeleceu a sua própria produção de cacau, agora ela está orgulhosa de ser uma proprietária de um acre e meio de lavoura de cacau."

Emmanuel Aboagye, facilitador de desenvolvimento do World Vision Ghana (WVG)

Sustentabilidade
Do nosso parceiro PNUD

"O programa Cocoa Life é importante e inovador para promover e ampliar o cacau sustentável, fornecendo apoio técnico e melhores práticas. O programa promove, nacionalmente, a sustentabilidade ambiental para os produtores rurais, com foco na redução do desmatamento e incentivo ao uso de árvores de sombra nas plantações de cacau. As estratégias de desenvolvimento do Cocoa Life estão aumentando em escala. Resultado de uma contribuição maior para a redução das emissões de carbono e para tornar as lavouras de cacau mais sustentáveis e resistentes à mudança climática."

Andrew Bovarnick, economista chefe de Recursos Naturais e chefe global dp Programa de Commodities Verdes do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas e consultor do programa Cocoa Life